Prefeitura de SP solicita mais 100 leitos da rede privada para pacientes do SUS

Por Metro Jornal

A prefeitura de São Paulo abriu um edital solicitando mais 100 leitos de UTI da rede privada para tratar pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) infectados pela covid-19. O edital foi publicado no Diário Oficial nesta terça-feira (12).

O município já havia contratado 129 leitos, cada um custando R$ 2,1 mil por dia. A previsão da prefeitura era que 20% d0s 4 mil leitos de UTI privados da capital paulista fossem utilizados. No entanto, com o aumento do número de casos, foi preciso ampliar o atendimento.

Veja também:
Hospitais de campanha em São Paulo chegam a 19 mortes por covid-19
Guarulhos inclui academias e salões de beleza na lista de serviços essenciais

A administração municipal fechou acordo com 13 hospitais da rede privada: hospital da Cruz Vermelha, da Universidade de Santo Amaro, do Rim, Casa de Santo Amaro, Beneficência Portuguesa, Oswaldo Cruz, Santa Marcelina, Santa Isabel, São Luiz Gonzaga, Leforte e Santa Cruz, Hcor e Amil.

De acordo com a Secretaria de Saúde, na terça-feira (12), a taxa de ocupação de UTIs na capital paulista chegou a 85,7%. São 30.457 casos confirmados de coronavírus e 2.430 óbitos.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo