Coronavírus afeta transplantes de órgãos no país em abril, diz ABTO

Por Maira Di Giaimo - Rádio Bandeirantes

As cirurgias de pacientes na fila para transplante no Brasil estão sendo adiadas por causa da pandemia de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). O número de intervenções caiu em média 20% em abril na comparação com o mesmo período do ano passado.

No Nordeste, a redução foi ainda mais acentuada, de mais de 50%. Os dados são da ABTO (Associação Brasileira de Transplante de Órgãos). Entre as causas estão o risco de infecção pelo coronavírus, menos leitos de UTI disponíveis e a diminuição da malha aérea, que dificulta o transporte de órgãos.

Veja também:
Novo rodízio começa a valer nesta segunda em São Paulo
Pandemia faz indústria automotiva engatar a marcha à ré

O transplante de rim foi um dos mais afetados, por não ser considerado tão urgente. Em alguns estados, como Ceará e Pernambuco, o procedimento foi suspenso por tempo indeterminado. De acordo com a ABTO, a situação só deve melhorar quando a pandemia perder força.

Atualmente, 40 mil pessoas estão na fila de espera para transplantes de órgãos no Brasil.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo