Italiano diz que teve sintomas da Covid em 2019 na China

Por Ansa

Um esgrimista italiano que disputou os Jogos Mundiais Militares de 2019, em Wuhan, na China, revelou nesta quinta-feira (7) que diversos atletas ficaram doentes com os sintomas do novo coronavírus (Sars-CoV-2) durante a competição.

O torneio foi disputado em outubro do ano passado e, segundo o esgrimista Matteo Tagliariol, houve um possível contato com a Covid-19 já naquela época.

"Todos ficamos doentes, os seis que estavam em no meu apartamento e muitos também de outras delegações. Tanto que o centro médico quase ficou sem remédios", relembrou o esgrimista.

Tagliariol também afirmou que teve febre e tosse por três semanas e nenhum antibiótico que tomou fez efeito.

"Tive febre e tosse por três semanas depois foi a vez do meu filho e da minha companheira. Não sou médico, mas os sintomas parecem ser os da Covid-19", disse o italiano.

Os Jogos Mundiais Militares acontecem de quatro em quatro anos. A Itália é quarta maior medalhista da história da competição, com 297 medalhas. O país está atrás somente da China (739), Rússia (711) e Brasil (313).

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, o novo coronavírus já contaminou quase quatro milhões de pessoas pelo mundo e matou pouco mais de 264 mil pessoas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo