Você sabia que existem três máscaras que devem ser evitadas? Especialista diz quais são

Por Band.com.br

Cenas de pessoas usando máscaras de proteção que costumávamos ver apenas em noticiários internacionais que retratavam megalópoles asiáticas como Tóquio e Pequim passaram a ser realidade no Brasil, devido ao avanço da pandemia do coronavírus. Atualmente, o uso desse equipamento por aqui é apontado como uma das principais medidas de proteção contra a Covid-19.

Por conta disso, o jornalista Ricardo Capriotti, da Rádio Bandeirantes, entrevistou a pesquisadora Chrystina Barros, que integra o Grupo Técnico de Enfrentamento à Covid-19 da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ela deixou claro que o isolamento social ainda é a principal forma de evitar a disseminação da doença, mas ressaltou a importância de o brasileiro se habituar a usar as máscaras como forma de higiene pessoal, o que posse refletir na saúde pública.

Mas calma porque nem toda máscara de proteção deve ser usada por todo mundo. Por estarem em falta, três tipos delas devem ser destinados prioritariamente aos profissionais da saúde. Nesta entrevista, você entenderá o porquê dessa recomendação e quais as mais indicadas para serem usadas no nosso dia a dia.

Você saberá, também, a maneira correta de colocar e retirar as máscaras do rosto, além da melhor forma de higienizar esse item de proteção. Tem mais dúvidas sobre o assunto? Então leia o que disse a nossa entrevistada, que deu até uma receita caseira para você não sofrer com os óculos embaçados.

RB: Todo mundo deve usar máscara de proteção?

Chrystina: Exatamente! Em países da Ásia, isso já era um hábito. Talvez por conta disso a gente não tenha tido por lá uma disseminação tão grande como a gente está tendo aqui no Brasil. O uso da máscara, neste momento, é importante ressaltar, não substitui o isolamento social. Nós, aqui no Brasil, não temos o hábito da máscara. Ainda precisamos aprender a usá-la corretamente. Esse tempo de aprendizado vem exatamente numa hora muito crítica, que é a hora que a Covid-19 está se disseminando numa velocidade muito grande. Mas, com certeza, [o uso da máscara] é um hábito de higiene, de saúde pública. A gente não vai sair deste momento de isolamento social sem o uso de máscaras, mesmo que haja vacina. Em algum tempo, vai existir sim para a Covid-19. Ela [a máscara] vai continuar como um hábito porque nós não estamos livres de nenhuma pandemia, de nenhuma doença.

RB: Quais cuidados devem ser tomados quando alguém veste a máscara?

Chrystina: A primeira regra: a máscara precisa tapar nariz e boca. É errado o uso da máscara somente no nariz ou somente na boca. Segunda regra: quando você coloca a máscara, você quer evitar se contaminar. Então, se você for colocar a máscara em você, a sua mão precisa estar limpa. Sempre antes de colocar a máscara, é preciso lavar as mãos. Lave as mãos para colocar uma máscara em você. É óbvio que essa máscara precisa ser limpa e somente sua. Não empreste, não compartilhe! A máscara é de uso individual, como se fosse uma roupa íntima. Máscara não foi feita para ser movimentada quando você vai sorrir para uma pessoa ou falar ao telefone.

RB: Qual a melhor forma de se retirar a máscara?

Chrystina: Na hora de retirar a máscara, é muito importante, primeiro, lavar as mãos. É uma criação de hábito. Depois que você lavar as mãos, você vai retirar a máscara por trás da orelha. Não coloque as mãos na parte da máscara que fica na frente do rosto porque, caso contrário, você vai contaminar a sua mão. Terminou de retirar a máscara? Coloque-a num saco plástico e feche-o. Pode ser uma sacola qualquer de supermercado. Essa sua mão ficou contaminada após guardar a máscara, logo, você vai lavar a sua mão novamente antes de colocar uma máscara nova. A lavagem de mão é uma barreira sempre entre colocar a máscara ou retirar a máscara. É muito importante que esse hábito da máscara venha também com o hábito de observar como você mexe com as mãos. A gente coloca muito as mãos no rosto e isso é quase que inevitável, mas tente sempre evitar coçar os olhos, levar as mãos à boca ou nariz, lavando as mãos sempre antes de levá-las ao rosto.

RB: Qual a melhor maneira de higienizar a máscara para ser reutilizada?

Chrystina: Como eu falei, você tirou a sua máscara suja e colocou num saco plástico. Ao chegar em casa, coloque-a em água e sabão numa bacia e esfregue-a mecanicamente, como se a gente estivesse lavando roupa mesmo. Lave a máscara com água e sabão, enxague essa primeira lavada. Depois, você pode deixá-la de molho por mais 10 minutos com água e sabão ou com água e água sanitária. Não misture a água sanitária com o sabão, pois a reação química pode intoxicar você. Em seguida, enxague a máscara na água corrente, entorse e a coloque para secar. É o suficiente para a sua máscara estar pronta para você. Uma coisa importante! Sempre que sair, leve consigo algumas máscaras limpas. O tempo máximo para você utilizar uma máscara e ela ser efetiva é de até quatro horas.

RB: Quais as recomendações sobre o tipo de tecido para quem for comprar uma máscara?

Chrystina: Valem as máscaras de pano duplo, as máscaras de algodão duplo ou triplo. Se você estiver em casa, for fazer uma máscara e tiver uma calça jeans… O jeans é um pano grosso, então isso ajuda. Quando a gente vai comprar uma máscara, é importante que ela tenha aquelas dobrinhas, aquelas pregas ou que elas sejam um pouco frouxas. Se a máscara for reta e 100% grudada na sua boca, quando você falar, você vai molhá-la com mais facilidade do que as que ficam um pouco mais folgadas no rosto. As máscaras de malha simples devem ser evitadas porque elas, normalmente, grudam no rosto e são muito finas. Algumas pessoas têm colocado filtro de papel usado para coar café entre os dois panos. Esse filtro, sim, ajuda, é um filtro adicional, mas ele não é lavável. Se você colocar esse filtro por trás da máscara, você vai jogá-lo fora depois e o pano da máscara precisa ser lavado. Tem gente que joga álcool 70% na máscara, mas não adianta.

RB: Existem máscaras que a população comum não pode utilizar?

Chrystina: Sim. É muito importante você não usar máscaras hospitalares, nem as descartáveis, nem as N95 que ficaram famosas. Neste momento em especial, elas fazem muita falta para quem trabalha em hospital. Não compre essas máscaras, deixe-as para os profissionais de saúde.

RB: Quando eu estou sozinho dentro do carro, eu preciso usar máscara, mesmo estando no interior do veículo antes de chegar ao destino?

Chrystina: Não precisa, se você estiver no seu carro. Se você entra num táxi ou outro transporte por aplicativo, tem outra pessoa com você, então você está num ambiente confinado. Por isso, é até bom que a gente abra a janela para circular o ar, mas use máscara, se o carro não for seu. O cuidado que se deve ter no seu carro é que a gente está na rua, bota a mão em um monte de coisa, entra no carro e a mão vai ao volante, à alavanca de marcha, freio de mão, banco, painel. Então, essas superfícies serão contaminadas pela sua mão. Se você entra no carro sem máscara, pega a sua máscara que veio da rua, tira, coloca no banco do carona e fica à vontade, você está se contaminando. A contaminação não é pela falta de máscara, mas sim pela sua mão.

RB: Moro sozinho, mas o corredor para sair é de uso comum. Preciso usar a máscara dentro de casa e quando for sair para colocar o lixo para fora, por exemplo?

Chrystina: Se você mora sozinho, você não precisa usar a máscara dentro de casa. Talvez possa ser um exercício para você se acostumar a usar a máscara. Se mora sozinho, coloque a máscara e veja como é a sua fala, respiração, exercite-se para não colocar a mão no rosto com a máscara. Agora, se eu recebo entregas na minha casa, eu preciso usar a máscara para abrir a porta, para receber a encomenda ou para ir colocar o lixo. Não importa! Se você abriu a porta de caso, você já tem que estar de máscara.

RB: No trabalho, para beber água, como fazer para retirar a máscara e voltar com ela novamente?

Chrystina: Você tem que tirar a máscara pela orelhinha, sempre. Se você estiver no trabalho, na sua baia, na sua cadeira, retire a máscara, segurando-a com a mão direita e estando pendurada, não a deixando, em hipótese alguma, em cima da mesa. Com a outra mão, beba a água, largue o copo, volta pela orelhinha e coloca novamente. O princípio é não colocar a máscara em nenhum lugar e não colocar a mão na superfície da máscara.

RB: Algumas pessoas reclamam dos óculos embaçados por conta das máscaras. O que fazer?

Chrystina: Depois que você lavar os seus óculos – não se esqueça disso porque sempre as mãos vão aos óculos –, seque-os. Em seguida, passe sabão em barra seco nas lentes e o espalhe com papel higiênico. Eventualmente, os óculos podem ficar um pouco prejudicados, mas é muito pouco. Eu já testei. O sabão não deixa embaçar. Isso ajuda bastante. Para quem usa óculos, a máscara dificulta, mas não deixe de usá-la.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo