Aluguel em São Paulo avança menos que a inflação

Por Metro Jornal

O preço médio do aluguel na cidade de São Paulo teve aumento de 3,06% nos últimos 12 meses (entre abril de 2019 e março de 2020). Considerando o mesmo período, a variação dos valores de locação ficou abaixo do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), da Fundação Getúlio Vargas, que registrou alta de 6,81%. Em março, o valor médio de locação apresentou variação negativa de 0,40%.

Mensalmente, a Pesquisa de Locação do Secovi-SP (sindicato do setor de habitação) acompanha o comportamento dos aluguéis residenciais e verifica a performance do setor de locação na capital paulista.

Veja também:
Isolamento deve elevar consumo residencial de água e eletricidade
Queda nas exportações derruba preço da carne nos supermercados

Ainda segundo o Secovi-SP, em março, os preços das três tipologias recuaram: unidades residenciais de 3 dormitórios tiveram redução de 0,70%; imóveis de 2 dormitórios registraram queda de 0,3%; e os imóveis de 1 quarto diminuíram 0,4%.

As informações da pesquisa estão disponibilizadas em valores por m² (área privativa de apartamentos e área construída de casas e sobrados) e organizadas em oito grandes regiões: Centro; Norte; Leste (A e B); Oeste (A e B); e Sul (A e B). Os dados estão dispostos em faixa de valores por m², por número de dormitórios e por estado de conservação.

Por exemplo, o preço por metro quadrado de um imóvel de 3 dormitórios na zona Norte, em bom estado, é de R$ 19, em média. Uma moradia de 90 m² nessa região tem valor de locação médio em R$ 1.710. As residências de 3 dormitórios em bairros da zona Sul como Jardins, Moema e Vila Mariana – têm valores médios por m² de R$ 29,43. Um imóvel com área em torno de 150 m² na região tem aluguel médio de R$ 4.414,50.

Aluguel Médio x Inflação até março/2020
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo