Mandetta vai publicar livro com 'diário' de sua passagem pelo Ministério da Saúde

Por Estadão Conteúdo

Demitido por Bolsonaro em 16 de abril, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta assinou contrato com a Companhia das Letras para a publicação de seu livro. O lançamento deve ser no início do segundo semestre.

Na obra, ainda sem título, Mandetta contará semana a semana, os cerca de 100 dias em que esteve à frente do Ministério. Seu maior desafio nesse período foi o combate ao coronavírus no momento em que os casos se alastravam, os efeitos se agravavam e Bolsonaro minimizava a pandemia.

LEIA MAIS:
Roger Waters participa de live com Lula, FHC e outros políticos
Renan Bolsonaro, filho 04, sobre covid-19: ‘prefiro morrer transando do que tossindo’

Segundo o comunicado da Companhia das Letras, entre os temas que ele quer abordar "de modo equilibrado e o mais abrangente possível estão a luta para fortalecer o SUS, as injunções políticas decorrentes da pandemia e a formação de uma equipe técnica extremamente qualificada."

Ele também vai falar sobre o cenário que envolve o diálogo com outros países e diferentes setores da sociedade brasileira, a importância da pesquisa, do foco e planejamento na gestão da crise, até o processo de saída do ministério. "Cabem ainda reflexões sobre o impacto da pandemia no futuro e os ensinamentos decorrentes dessa experiência", de acordo com o comunicado.

Loading...
Revisa el siguiente artículo