Nicotina pode proteger de infecção

Por Metro Jornal com Agências

Um estudo realizado na França sugere que a nicotina poderia ajudar a proteger contra uma infecção pelo novo coronavírus. A pesquisa analisou dados de 343 pacientes com a covid-19 e de 139 infectados que apresentaram sintomas leves e descobriu que apenas 5% deles eram fumantes. A taxa é bem menor do que a proporção de fumantes no país, que fica em torno de 35%.

De acordo com o coautor do estudo Jean-Pierre Changeux, uma teoria sugere que a nicotina adere a receptores celulares, impedindo assim a entrada do vírus nas células.

Apesar desta suspeita, Jerome Salomon, um alto funcionário de saúde da França, alertou para os efeitos nocivos da nicotina, que causa cerca de 75 mil mortes no país europeu por ano. Em comparação, a covid-19 deixou até agora 21 mil mortos na França.

Relaxamento
O presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou que as decisões sobre o relaxamento das medidas de quarentena no país, previsto para o dia 11 de maio, serão anunciadas na terça-feira. O relaxamento das medidas não será feito região por região, o que implica que as diretrizes a serem anunciadas deverão ser válidas para todo o país.

Loading...
Revisa el siguiente artículo