Coronavírus: Itália tem mais altas do que novos casos; Alemanha tem 5 mil mortes

Por Estadão Conteúdo

Segundo país com mais mortos em decorrência da covid-19 no mundo, a Itália chegou nesta quinta-feira, 23, à marca de 25.549 óbitos, já considerando as 464 novas mortes registradas no país nas últimas 24 horas. Apesar de o número de mortos continuar crescendo, a Defesa Civil italiana deu destaque à informação de que hoje, pela primeira vez, o número contaminados pela covid-19 de um dia para o outro foi menor do que o de novos casos.

Entre ontem 22, e hoje, foram 2.646 novos casos da doença, o que elevou o total de infectados desde o início do surto para 189 973. As altas nas últimas 24 horas foram 3.033 e somam 57.576 no total.

A Alemanha chegou hoje a 5.094 mortos, um aumento de 215 vítimas fatais entre ontem e hoje, de acordo com o Instituto Robert Koch A letalidade da covid-19 no país europeu está em 3,4%, considerando o universo de 148.046 infectados. Nas últimas 24 horas foram mais 2.352 casos.

Na França, novas 516 mortes por covid-19 foram identificadas. No total, 21.856 pessoas morreram no país desde o começo da pandemia. Os casos confirmados cresceram em 1.653 e chegaram a 120.804, de acordo com o Ministério da Saúde francês. O governo planeja reabrir setores da economia a partir do dia 11 de maio.

A Espanha confirmou mais 4.635 casos de covid-19 e o total de casos está agora em 213.024. O total de mortes no país ibérico é de 22.157.

No Estado de Nova York, morreram mais 438 pessoas por causa da doença causada pelo coronavírus, informa o site do governo. O total de mortes está em 15.740. Os infectados em Nova York já são 263.460, com 6.244 novos casos entre ontem e hoje.

Nos Estados Unidos como um todo, o número de mortos chegou a 47 272 e o de contaminados a 856.209, de acordo com a Universidade Johns Hopkins. Hoje a Califórnia registrou 115 mortes, maior número desde o início da pandemia. Globalmente, ainda segundo a universidade, são 2,68 milhões de pessoas contaminadas e 187 mil vidas perdidas pela covid-19.

Loading...
Revisa el siguiente artículo