Novo coronavírus muda hábitos de consumo

Por Metro Jornal

Com o isolamento imposto pela covid-19, o brasileiro está mudando o seu hábito de consumo. Segundo pesquisa realizada pela consultoria Kantar, 75% dos consumidores têm preferido comprar em supermercados menores mais próximos de casa, como forma de evitar as aglomerações de pessoas mais comuns em estabelecimentos maiores.

Como a expectativa é de tempos difíceis em termos de renda, 77% dos consumidores disseram também que estão mais atentos aos preços dos produtos e a promoções. Um cuidado é evitar o contato na hora do pagamento: 68% afirmaram que estão dando preferência para transações via cartões ou celular em vez do dinheiro.


Além disso, também houve uma corrida para se abastecer, principalmente de alimentos básicos e produtos de limpeza. Na região da Grande São Paulo, o crescimento do consumo desses itens foi de 26% na semana do dia 16 a 23 de março em comparação com semana anterior.

Entre os dez itens com os maiores aumentos de compras nesse período, o papel higiênico aparece na liderança, com um salto de 211%. Os paulistanos também estocaram detergente (79% elevação nas compras), cereais (73%), acessórios de limpeza (70%), sabonete (50%), leite (48%), azeite (44%) e pão (40%), segundo a pesquisa da Kantar.

Serviço de entrega
Com o fechamento de bares e restaurantes, o delivery se tornou uma solução mais viável. Dentre os brasileiros que optaram pelo serviço, 53% fizeram a escolha duas a três vezes na semana entre 16 e 23 de março. Entre os que não pediram, 33% alegaram não ter o costume de pedir comida pronta, 27% afirmaram ter tempo para cozinhar e 16% preferiram economizar devido à crise.

Loading...
Revisa el siguiente artículo