São Paulo tem 39 casos suspeitos de covid-19 entre moradores de rua

Por Fábio França - BandNews FM

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social de São Paulo informa que existem 39 casos suspeitos de Covid-19 entre a população em situação de rua.

No total, 24 mil pessoas moram nas ruas somente na cidade de São Paulo, de acordo com o último Censo. São pessoas que não podem praticar a frase mais ouvida em tempos de isolamento social: "fique em casa".

Em entrevista à Rádio BandNews FM, o padre Júlio Lancellotti, que coordena há mais de 30 anos a Pastoral do Povo da Rua, afirma que o momento inspira cuidados especiais. No entanto, a preocupação com os moradores de rua precisa ser constante, de acordo com o religioso.

Veja também:
Cientistas correm contra o tempo por uma vacina
Andrea Bocelli fará concerto de Páscoa online na Catedral de Milão

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, criou sete centros de acolhimento emergenciais. São oferecidos café da manhã, almoço e café da tarde aos moradores de rua.

Mas a tarefa não é simples. Como lembra o padre Júlio Lancellotti, existe a necessidade de convencer o morador de rua de que é muito mais seguro permanecer em um abrigo neste momento.

A Prefeitura de São Paulo também passou a disponibilizar banheiros, com estruturas para oferecer banho quente e higienização, das 7h às 19h. São três postos localizados na Praça da Sé, Praça da República e no Parque D. Pedro II, com capacidade de atendimento para até 3.000 pessoas por dia.

Loading...
Revisa el siguiente artículo