SP firma parceria com bancos privados para produção de 2 milhões de máscaras sociais

Por Metro Jornal

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (9), em conjunto com a prefeitura da capital, uma parceria com os bancos Itaú, Santander e Bradesco para a produção de 2 milhões de máscaras sociais.

O Governo do Estado receberá cerca de R$ 2,5 milhões para confecção e distribuição, até o fim de maio, de máscaras de tecido para as comunidades carentes da capital e de outros seis municípios.

Veja também:
Auxílio de R$ 2 bi para Santas Casas vai à sanção presidencial
Covid-19: Distância de 1,5 metro é insuficiente para impedir contágio, diz estudo

As máscaras serão feitas por profissionais autônomos de costura por meio do Instituto BEI e do Instituto Rede Mulher Empreendedora, que receberão R$ 2 por cada uma produzida. A remuneração pode chegar a R$ 80 por dia, diz Doria.

A produção das máscaras teve início na segunda-feira (6), na Escola Técnica Estadual de Heliópolis, na zona sul da capital. As máscaras são produzidas por 14 costureiras da própria comunidade, dentro de carretas.

Na próxima semana, as carretas serão instaladas em outras regiões da cidade.

Para adequação às regras sanitárias, foram instaladas cortinas de isolamento entre os postos de trabalho, além de distanciamento mínimo entre cada profissional que divide o espaço.

 

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo