Grupo de risco, diabéticos devem reforçar cuidados para previnir a covid-19

Por Metro Jornal com BandNews FM

Um estudo feito em Wuhan, na China, mostrou que 16,2% dos pacientes que morreram por causa da covid-19 tinham diabetes. O levantamento levou em consideração 1099 pacientes e foi publicado no fim de fevereiro.

Outro estudo de fevereiro, também no país onde a pandemia teve início, mostrou que a taxa de letalidade do novo coronavírus em pacientes com diabetes é quase o dobro da população em geral – 7,3% entre diabéticos contra 3,9% da população em geral.

Veja também:
Ronaldinho Gaúcho completa um mês de prisão
ONU alerta para violência contra mulher e criança

A diabetes tem sido considerada um fator de risco importante para o agravamento do quadro de quem se infecta com o novo coronavírus. A coordenadora da SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes) Reine Fonseca explica que o organismo do diabético tem um processo inflamatório constante e generalizado. Isto por causa das desorganizações metabólicas, o que o deixa mais vulnerável.

Para Reine, a resposta imunológica de quem tem diabetes já é naturalmente mais frágil. A médica reforça a necessidade de que estes pacientes, em especial, mantenham o isolamento e reforcem cuidados como uma dieta balanceada e a prática de atividades físicas.

A entrevista é o segundo capítulo da série especial do programa Duas a Dois, da rádio BandNews FM, sobre os fatores de risco para o coronavírus, que vai ao ar a partir das 14h desta terça-feira (7).

Loading...
Revisa el siguiente artículo