Unidade de saúde com 200 leitos no Pacaembu será entregue nesta quarta

Por Metro Jornal

Destacado para ajudar no enfrentamento ao novo coronavírus na capital, o Pacaembu começa a “trabalhar” hoje, mas não como o tradicional estádio na zona oeste que completa 80 anos neste mês, e sim como um hospital de campanha. Duas enormes tendas com 200 leitos foram montadas no gramado.

O hospital será de portas fechadas, como se diz no jargão médico, já que não atenderá pacientes que procurarem atendimento direto, só aqueles que virão transferidos da rede municipal. O HM Camp (Hospital Municipal de Campanha), como foi batizado, será entregue hoje e deverá receber os primeiros pacientes até o fim da semana.

Serão levadas para o Pacaembu pessoas contaminadas pelo coronavírus em casos considerados de baixa e média complexidade. A ideia é, com isso, desafogar os hospitais convencionais, que tratarão dos casos graves.

O hospital foi montado pela prefeitura em parceria com o consórcio privado que em janeiro assumiu a gestão do estádio. O atendimento médico será feito pelo Instituto de Responsabilidade Social do Hospital Israelita Albert Einstein. Além do Pacaembu, a  prefeitura está montando também um hospital de campanha no Complexo do Anhembi, na zona norte.

Das 136 mortes contabilizadas no estado de São Paulo até ontem, 121 foram na capital, que tem 1.885 casos confirmados da doença – o que dá 80% dos registros de todo o estado.

pacaembu campanha Arte/Metro Jornal
Loading...
Revisa el siguiente artículo