Dicas para as crianças estudarem durante a quarentena do Covid-19

Por Metro Jornal

A partir de segunda-feira, a criançada vai ficar em casa. Alunos da rede estadual, municipal e privada não terão mais aulas presenciais. As medidas foram tomadas por causa da pandemia de covid-19. As secretarias estadual e municipal da Educação vão antecipar duas semanas das férias. As pastas estudam maneiras de continuar o aprendizado por plataformas online após as duas semanas. Já na rede privada, o Sieeesp (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino) recomenda antecipar as férias de julho para 1º de abril. Até lá, o sindicato sugere que as instituições usem as próximas semanas para estruturar aulas e métodos de ensino virtual à distância. No entanto, com os pequenos tendo que estudar em casa e sem contato com os amigos, a professora da escola de educação da PUC-SP Maria Angela Cordeiro deu algumas dicas de como organizar a rotina e não deixar as crianças entediadas ou estressadas. “Planeje com a criança uma rotina de estudo”, aconselha Maria Angela. E, no tempo livre, é importante que as crianças e adolescentes não fiquem só nas redes sociais ou na televisão, segundo a professora.

TV e Internet

É importante controlar o acesso à TV e à internet, tanto durante os estudos como para o tempo livre. “Pode-se usar a internet e a TV para que as crianças busquem conteúdos informativos, que as estimulem para que não fiquem navegando apenas nas redes sociais ou conteúdos ruins. É preciso pensar em pesquisas sobre assuntos que elas gostam e filmes e séries com temas que agreguem, principalmente para os adolescentes”, sugere Maria Angela.

A WEB PODE SER AMIGA

Com o isolamento das crianças e adolescentes, páginas nas redes sociais e no YouTube estão disponibilizando conteúdos de entretenimento e estudo. Seguem algumas dicas: o curso Me Salva! (mesalva.com) oferece aulas no YouTube abertas e ao vivo de conteúdos pré-vestibulares. Perfis no Instagram fazem contação de histórias ao vivo todos os dias. Alguns são: @maequele, às 11h; @marinabastoshistorias, 12h30; e @camila. genaro, às 15h

Para estudar

Se as atividades remotas tiverem horários, faça a criança ou adolescente participar como se estivesse na escola. Caso não haja aulas online com horários marcados, proponha uma rotina com tempo de intervalos e de estudos definidos. Não precisa ser quatro ou cinco horas seguidas, como na escola, mas é importante que seja cumprida

Exercícios

Crianças e adolescentes precisam se mexer. A pedagoga Maria Angela dá a dica de pesquisar atividades físicas que possam ser feitas em casa por crianças e adolescentes, como danças e alongamentos. “Se morar em prédio, veja com o síndico se há uma forma de fazer um revezamento das crianças do uso do espaço comunitário”, indica ela

Para entreter

Proponha desenhos e trabalhos de artes mais elaborados para as crianças. Pintura, recorte, colagem e escultura são ideias. Decorar caixas, desenhar seus personagens favoritos, pensar uma “casa dos sonhos” etc. Combine o que tiver em casa, como papel, papelão, revistas, restos de tecido com tintas, canetinhas, lápis de cor e outros materiais

Tarefas

Proponha brincadeiras que estimulem as crianças a participarem das atividades domésticas, principalmente com os mais novos. “Na hora de fazer comida, chame seu filho para ajudar como uma brincadeira, para temperar ou mexer a comida ou até inventar pratos”, incentiva. Brincar de lavar a louça, separar as roupas para lavar etc. Adapte atividades que a criança possa e consiga fazer e transforme em brincadeira

Novo Calendário

REDE ESTADUAL

Recessos

Antes: 20 a 24 de abril; 13 a 16 de outubro

Com a mudança: 23 a 27 de março; 30 de março a 3 de abril

Férias (duas semanas)

Antes: 9 a 26 de julho

Com a mudança: 6 a 20 de abril

REDE MUNICIPAL

Férias

Antes: 10 a 19 de julho

Agora: 23 de março a 09 de abril

Loading...
Revisa el siguiente artículo