Itália testa em animais possível vacina para coronavírus

Por Ansa

O Ministério da Saúde da Itália autorizou nesta terça-feira (17) a realização de testes em animais de vacinas contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2).

As vacinas foram projetadas pela empresa Takis e os testes, que receberam luz verde do Ministério da Saúde, estão programados para começar já nesta semana. Em entrevista à ANSA, o diretor executivo da Takis, Luigi Aurisicchio, afirmou que esse é o primeiro passo para tentar encontrar uma cura para a doença. "Se os resultados forem satisfatórios, a vacina já poderá ser testada em humanos no outono", afirmou Aurisicchio.

LEIA MAIS:
Blake Lively e Ryan Reynolds anunciam doação de US$ 1 milhão para ações contra coronavírus
Governo estabelece trabalho remoto para servidores públicos em grupo de risco

A substância foi obtida de um fragmento do material genético do vírus e é baseada em uma tecnologia denominada de eletroporação, que consiste na injeção no músculo e seguida de um impulso elétrico muito curto que facilita a entrada da vacina nas células para ativar o sistema imunológico.

Uma vacina para combater a Covid-19 já está sendo discutida também na União Europeia (UE). A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que o bloco alocará até 80 milhões de euros para a pesquisa.

"Conversei com os líderes de uma empresa de pesquisa inovadora. Eles trabalham com uma tecnologia promissora para desenvolver uma vacina contra o coronavírus. A UE alocará até 80 milhões de euros. Espero que, graças a esse apoio, possamos ter uma vacina no mercado antes do outono", disse Von der Leyen.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo