Governo de São Paulo estende Bom Prato e restringe Poupatempo

Por Metro Jornal São Paulo

O governo de São Paulo anunciou na segunda-feira (16) o cancelamento de todos os eventos públicos, independentemente do número de pessoas, e a restrição do atendimento presencial em órgãos do estado como forma de evitar aglomerações e, assim, ajudar a conter o avanço do coronavírus.

Os postos do Detran SP, as 72 unidades do Poupatempo e os 17 Centros de Integração da Cidadania vão priorizar os serviços online. Já os 58 restaurantes populares do Bom Prato vão servir café da manhã e almoço até durarem os estoques diários, sem limitação de horário. A ideia é fazer com que as pessoas possam ser atendidas em diversos períodos e não se concentrem no local ao mesmo tempo.

Sobre os eventos públicos, o governo disse ontem que a tolerância que permitia reuniões com até 500 pessoas foi derrubada. “Pelos próximos 30 dias estão suspensos todos os eventos estaduais que venham a agrupar pessoas em qualquer número”, informou.

O estado também anunciou a criação de comitê administrativo para avaliar as medidas emergenciais a serem tomadas.

A partir de hoje, todos os servidores com mais de 60 anos deverão trabalhar de casa. Os centros de convivência de idosos de todo estado ficarão fechados pelos próximos 60 dias, e os teatros, museus, bibliotecas e centros culturais estaduais não abrirão pelos próximos 30 dias. O governo também dará férias e licenças-prêmio para parte do funcionalismo e vetou viagens a trabalho.

Sesc fechado

A rede Sesc – que é ligada ao setor de serviços e não ao governo – anunciou ontem o fechamento de todas as unidades paulistas. Nenhuma atividade será realizada de hoje até 31 de março.  

USP, Unesp e PUC param

A partir desta terça-feira (17), USP, Unesp e Unicamp estão com as aulas e atividades suspensas. A Unifesp e a PUC também suspenderam as aulas ontem, com retorno previsto para o próximo dia 30. A Unicamp, que havia suspendido as aulas até 29 de março, estendeu ontem o prazo para até 12 de abril. USP e Unesp ainda não divulgaram quando será o retorno das atividades. Parte da rede privada também já suspendeu as aulas em função da covid-19.   

Loading...
Revisa el siguiente artículo