TSE e STF rebatem afirmação de Bolsonaro sobre fraude nas urnas

Por Metro Jornal

Um dia depois de o presidente Jair Bolsonaro afirmar que houve “fraude” nas eleições de 2018, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e o ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) rebateram as declarações e reafirmaram a confiabilidade do sistema eletrônico de votação.

Bolsonaro – que já havia colocado em dúvida a lisura das urnas – disse anteontem, nos Estados Unidos, que houve “fraude” nas eleições de 2018 e afirmou ter provas de que venceu no primeiro turno, mas não as apresentou.

“Embora possa ser aperfeiçoado sempre, cabe ao Tribunal zelar por sua credibilidade, que até hoje não foi abalada por nenhuma impugnação consistente, baseada em evidências. Eleições sem fraudes foram uma conquista da democracia no Brasil e o TSE garantirá que continue a ser assim”, afirmou o tribunal.

Ministra do STF e presidente do TSE, Rosa Weber disse ter “convicção” na “absoluta confiabilidade” das urnas. O ministro Luís Roberto Barroso disse que o sistema é “respeitado mundialmente” e que só deve ser questionado por elementos, não por “coisa retórica”. Já o ministro Marco Aurélio ironizou. “Tempos estranhos. Pelo menos de tédio nós não morremos.”  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo