Monotrilho: Metrô já pede Paese para até o dia 15

Por Metro Jornal

O Metrô já pediu à SPTrans para manter ao menos até domingo a operação emergencial de ônibus, o Paese, para fazer a conexão entre as estações São Mateus e Vila Prudente, da linha 15-Prata do metrô (zona leste).

A linha não funciona desde o último dia 29, depois que o pneu de uma composição do monotrilho se rompeu dois dias antes.

Os laudos que investigam a causa do acidente devem ficar prontos hoje e estão sendo elaborados pela fornecedora de vagões de trens Bombardier.

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, disse em entrevista à Rádio Bandeirantes ontem que o custo da paralisação da linha é estimado em R$ 1 milhão por dia. Baldy também afirmou que as empresas responsáveis pelo trecho – o consórcio CMEL, que construiu a linha, e a Bombardier, que fabricou os trens – irão ser cobradas pelo prejuízo e o governo de São Paulo irá pedir que essas empresas sejam impedidas de participarem de novas licitações.

A Bombardier não respondeu sobre as declarações do secretário até as 21h de ontem.

O consórcio de construtoras CMEL não foi encontrado.   

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo