Dengue: Acre, Mato Grosso do Sul e Paraná estão em alerta

Por Band.com.br

Em tempos de coronavírus, com tantas informações e orientações, outro velho conhecido no Brasil – o vírus da dengue – já assusta pelo aumento no número de casos.

O Ministério da Saúde contabiliza 32 mortes e 181 mil casos prováveis de doença apenas este ano, um aumento de 72% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Um panorama realizado pela reportagem da BandNews FM mostra que três Estados estão em alerta devido ao crescimento de infectados, com média de 300 casos por 100 mil habitantes.

LEIA MAIS:
Governo quer mais 5 mil médicos para combate ao novo coronavírus
Bras
ileiro e esposa constroem avião e viajam 9 mil quilômetros

O Paraná é um deles, com quase um terço do Estado em situação de epidemia. De acordo com o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, o cenário faz parte de um problema nacional, causado pela mudança do subtipo do vírus em circulação.

Do outro lado da divisa, o Mato Grosso do Sul também está em alerta: 77% dos municípios já declararam situação de epidemia.

O Secretário de Saúde do Estado acredita que os motivos para isso são diversos: vão desde a falta de limpeza de possíveis criadouros até o clima propício para a circulação do mosquito. Geraldo Resende diz que o governo tem tentado orientar os profissionais de saúde para garantir um atendimento médico mais eficaz.

O Acre também entrou em alerta para dengue depois de registrar quase metade de todos os casos da doença da região Norte. Na opinião do técnico da Vigilância Sanitária do Estado Gabriel Mesquita, o aumento pode ser reflexo da precariedade do saneamento básico nas cidades.

Faixa vulnerável
De todas as vítimas, a maioria apresentava doenças prévias, como diabetes e hipertensão, e tinha mais de 60 anos. Segundo o virologista da UNESP Alexandre Mondini, a faixa vulnerável tem explicações fisiológicas, já que o sistema imunológico de pessoas com esse perfil é mais frágil.

(none)
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo