Ronaldinho e Assis pagaram US$ 5 mil por documentos paraguaios

Por Band.com.br

Ronaldinho Gaúcho e Roberto Assis pagaram US$ 5 mil pela confecção dos documentos paraguaios com informações falsas, que causaram a prisão dos irmãos em Assunção, no Paraguai, na última quarta-feira, 4. As informações foram apuradas pelo repórter Maicon Mendes, da Band.

Os comprovantes do pagamento pelos documentos já estão de posse do Ministério Público paraguaio, que investiga a ligação de Ronaldinho e Assis com o crime organizado do país.

A defesa dos irmãos brasileiros deve ingressar nesta segunda-feira, 9, com um pedido de relaxamento de prisão, ou uma prisão domiciliar. Mas em contato com a reportagem da Band, o promotor Osmar Legal antecipou que são remotas as chances de o benefício ser concedido. Isso porque, após a primeira detenção, Ronaldinho e Assis se comprometeram a permanecer no Paraguai à disposição da Justiça. No entanto, eles já tinham passagens compradas para retornar ao Brasil, e foram levados para a prisão na sexta.

Com isso, segundo Legal, os irmãos devem permanecer presos preventivamente no Paraguai, já que teriam descumprido o acordo e tentando atrapalhar as investigações.

Loading...
Revisa el siguiente artículo