Guarujá anuncia cooperação das Forças Armadas na ajuda humanitária

Por Marcelo Ruiz

A Prefeitura do Guarujá, litoral de São Paulo, anunciou neste sábado que um total de 40 militares das Forças Armadas ficarão na cidade por tempo indeterminado para ajudar na triagem das doações e no auxílio às famílias atingidas pelas fortes chuvas da última terça-feira

As Forças Armadas estão responsáveis pela separação e distribuição de donativos; montagens de cestas de alimentos; organização dos voluntários, além de realizar a intermediação de conflitos e o reforço da segurança.

De acordo com boletim divulgado pela Defesa Civil do Estado neste sábado, já são 39 o número de corpos localizados nos deslizamento de terra que ocorreram na Baixada Santista; 41 pessoas continuam desaparecidas.

Para o prefeito de Guarujá, Válter Suman, a presença das Forças Armadas se faz necessária, tendo em vista o volume de pessoas que perderam tudo nesta tragédia. “Nosso objetivo é, através desta relação com essas instituições (Forças Armadas), tentar minimizar o sofrimento da população atingida, com foco no que essas famílias estão precisando”, comentou o chefe do Executivo.

 

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo