9 entre 10 brasileiras relatam sofrer assédio ou importunação por ligação ou mensagem

Por Metro Jornal

Nove entre dez brasileiras são assediadas ou incomodadas em ligações telefônicas ou mensagens, sendo que uma a cada oito recebe conteúdo sexual ou impróprio.

É o que revela o relatório Truecaller Insights, elaborado pelo Truecaller – aplicativo gratuito que permite detectar e bloquear números indesejados – com base em pesquisa realizada em países como Brasil, Colômbia, Índia, Egito e Quênia.

LEIA MAIS:
Ônibus rosa começa a circular em SP em comemoração do Dia Internacional da Mulher

O estudo aponta que tais casos são mais comuns em regiões metropolitanas. São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná são os Estados mais afetados.

No Brasil, 56% das chamadas de assédio são de origem desconhecida, enquanto 27% são feitas por indivíduos que cumprem pena dentro de presídios.

Outra revelação foi que, diante de situações de assédio – como insinuações de caráter sexual –, apenas seis em cada dez vítimas tomam providências contra o algoz. Destas, 70% bloqueiam o número de origem da ligação ou mensagem, e apenas 6% procuram ajuda das autoridades.

A reação mais frequente das mulheres foi ficar com raiva (49%), além de se sentirem perturbadas (48%), irritadas (46%), ofendidas (26%) e com medo (24%).De acordo com a pesquisa, apenas 8,3% das brasileiras identificam abordagens desse tipo como situações de assédio.

Loading...
Revisa el siguiente artículo