Quatro pessoas morrem em chuva no Rio de Janeiro

Por Metro Jornal

Fortes chuvas atingiram o Rio de Janeiro na madrugada deste domingo (1) e ao menos três pessoas morreram. Um homem, 40 anos, foi soterrado pelo desabamento de uma casa durante a madrugada, no Tanque, zona oeste. Durante a manhã, uma mulher de 75 anos foi eletrocutada em Taquara, zona oeste. 

Outro homem, de 62 anos, foi soterrado em Mesquita, na Baixada Fluminense e, segundo a Defesa Civil, um homem morreu afogado em Acari, zona norte.

A chuva começou na noite de sábado (29) e colocou toda a zona metropolitana do Rio em alerta às 0h20 de ontem até o fim do dia. Os bairros Jacarepaguá, Bangu e Realengo foram os mais afetados na capital. Segundo a Prefeitura do Rio de Janeiro, no intervalo de uma hora, choveu 44% a mais do que a média histórica do mês de março na estação de medição em Bangu, zona oeste.

Veja também:

Avenida Perimetral, em Santo André, começa a ser recapeada nesta segunda-feira
Coronavírus pode levar a cancelamento de cirurgias

Foram acionadas 28 sirenes em 14 comunidades fluminenses com risco de desabamento. A Defesa Civil recebeu 104 chamados entre 20h30 de sábado e 14h de ontem, sendo 61 por desabamentos de estrutura, 27 ameaças de desabamento e oito deslizamento de barreiras. As maiores demandas vieram de Realengo (24) e Taquara (17), na zona oeste.

Em Mesquita, na Baixada Fluminense, o asfalto de uma rua cedeu, expondo uma tubulação subterrânea quebrada. Foram registrados 139 bolsões de água, alagamentos e quedas de árvores na região metropolitana.

Mais chuvas estão previstas para o Rio pelo menos até esta segunda-feira (2). Uma operação com várias secretarias municipais da cidade foi montada para reduzir os efeitos das tempestades.  

Loading...
Revisa el siguiente artículo