Coronavírus: ONU pede combate à discriminação contra asiáticos

Por Agência Brasil

A Alta Comissária da ONU (Organização das Nações Unidas) para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, conclamou os países a combaterem o preconceito contra pessoas do Leste Asiático. Essa discriminação está se difundindo na Europa e em outros lugares, em meio ao número crescente de infecções pelo novo coronavírus.

Bachelet falou sobre a questão em uma sessão do Conselho de Direitos Humanos, em Genebra, nessa quinta-feira (27)."A epidemia do coronavírus desencadeou uma onda de discriminação contra chineses e pessoas dos países do Leste Asiático". Mensagens de difamação e rumores falsos também estão circulando na mídia social.

Veja também:
Coronavírus: Novos países confirmam casos e eventos são cancelados em todo o mundo
Dólar aproxima-se de R$ 4,48, e bolsa cai 2,56% com coronavírus

Bachelet pediu aos países-membros "o máximo possível de esforços para combater essa e outras formas de discriminação". Também expressou seu "mais profundo respeito" às equipes médicas no mundo que estão lidando com o problema.. Ressaltou a necessidade de esforços internacionais sincronizados para combater o surto.

Michele Bachelet disse que as quarentenas "devem ser determinadas de acordo com os riscos, tempo necessário e segurança" e pediu, assim, que sejam respeitados os direitos daqueles que estão sob quarentena.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo