Coronavírus: saiba como reforçar o sistema imunológico e dificultar a contaminação

Por Nathalia Marques

Na última quarta-feira (26), o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de coronavírus no Brasil. Com a chegada do vírus, é essencial entender como reforçar o sistema imunológico e dificultar a contaminação.

Fernando Facini, diretor de prevenção a doenças no Instituto Mispá, explica que a chave para a proteção não está somente em ter um ambiente esterilizado. É preciso que ter cuidados diários para o fortalecimento do sistema imunológico.

“Ele é responsável por proteger nosso organismo e responder a ataques provocados por vírus e bactérias. E isso passa, necessariamente, pelo delicado equilíbrio entre o corpo e a mente”.

A dicas do especialista para dificultar a contaminação são:

Alimentação adequada

“Neste processo de proteção, tudo começa na comida, já que o intestino representa 90% em um processo imune. Por isso, é necessário cuidar da qualidade dos alimentos que colocamos na nossa mesa e manter em equilíbrio as emoções e pensamentos. Esta, certamente, é a parte mais difícil”, explica.

O ideal, segundo ele, é evitar alimentos industrializados e fontes de carboidratos simples, como açúcar refinado e os sucos industrializados compostos por néctar, e investir na reconstituição da microbiologia.

“Alguns alimentos são indispensáveis: inhame, rabanete, nabo, couve, brócolis e vegetais escuros. Frutas cítricas, como limão e laranja, tomate e linhaça, são outros itens que não podem faltar na mesa durante o processo de fortalecimento da imunidade”, comenta.

Controlar o estresse

O especialista comenta que um dos hormônios liberado no estresse é o cortisol, que, em desequilíbrio, interfere na qualidade do sono, o que resultará na predisposição a contaminações.

“Sabemos que, em tempos modernos, é difícil se manter livre do estresse e até mesmo desfrutar de uma boa noite de sono, mas estes são fatores preponderantes para que o nosso organismo esteja forte. Um caminho para quem precisa atingir esse estágio é a prática diária de atividade física”.

Higienizar constantemente as mãos

Outra dica de Fernando Facini é evitar ambientes abafados quanto evitar pessoas, relacionamentos e ambientes emocionalmente “tóxicos”.

“Outro fator importante é evitar a contaminação eletromagnética, mantendo o celular longe do corpo sempre que possível e, à noite, fora do quarto”, finaliza.

Loading...
Revisa el siguiente artículo