Brasil é um dos sete países que receberam coronavírus da Itália

Por Ansa

O novo coronavírus (Sars-CoV-2) se espalhou a partir da Itália para pelo menos sete países que ainda não haviam registrado contágios, incluindo o Brasil.

As autoridades italianas contabilizam 400 casos de Covid-2019, doença causada pelo Sars-CoV-2, quase todos no norte do país, o que facilitou sua difusão para três nações vizinhas: ÁustriaCroácia e Suíça.

LEIA MAIS:
Coronavírus: quem quiser cancelar passagem por causa da doença deve procurar Procon
Para facilitar controle do coronavírus, Saúde quer antecipar vacinação contra gripe

Na primeira, dois italianos originários da Lombardia testaram positivo para o coronavírus na cidade de Innsbruck, capital do Tirol, estado que faz fronteira com a Itália. Já na Croácia, o premier Andrej Plenkovic confirmou que o primeiro caso no país e nos Bálcãs é de um jovem que esteve em Milão entre 19 e 21 de fevereiro.

O primeiro caso na Suíça é o de um idoso de 70 anos que contraiu o vírus em Milão e reside no Ticino, o cantão de língua italiana do país. Grécia e Macedônia do Norte também anunciaram seus primeiros contágios, ambos de mulheres que estiveram no norte da Itália recentemente.

Além disso, o país serviu de vetor para os primeiros contágios registrados na Argélia – um cidadão italiano que chegou à nação africana em 17 de fevereiro – e no Brasil – um paulistano de 61 anos que retornou da Lombardia no dia 21.

Também há três italianos com Sars-CoV-2 na Espanha – dois em Tenerife e um em Barcelona -, país que já contabiliza 10 casos do novo coronavírus.

Loading...
Revisa el siguiente artículo