Paulo Guedes pede desculpas por fala sobre empregadas domésticas

Por Metro Jornal

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comentou nesta quinta-feira (20) sobre sua fala polêmica envolvendo empregadas domésticas. O membro do alto escalão do governo pediu desculpas "se puder ter ofendido."

No dia 13 de fevereiro, ao ser questionado da alta do dólar, o ministro afirmou que, quando a moeda estava mais barata, havia "empregada doméstica indo para a Disneylândia, uma festa danada." O comentário repercutiu negativamente nas redes sociais e entre parlamentares de situação e oposição.

Durante o evento da Caixa Econômica Federal no Palácio do Planalto, nesta manhã, Guedes voltou a falar sobre o assunto e afirmou que a declaração foi reflexo de uma política de preços que estava "empurrando a população em direções equivocadas."

Veja também:
Alesp adia 2ª votação da Reforma da Previdência em meio a agressões entre deputados
Confira a cotação do dólar, euro e bitcoin em tempo real nesta quinta, 20 de fevereiro

"Nós, quando fazemos política econômica, estamos pensando em todos os brasileiros e particularmente nos mais humildes. E aquele modelo antigo, com os juros lá em cima, transformava os empresários e empreendedores brasileiros em rentistas. Ao invés de fazer investimento, criar emprego, rentistas. Justamente também as famílias mais humildes, empregadas domésticas, inclusive, a quem eu peço desculpas se puder ter ofendido, dizendo que a mãe do meu pai foi empregada doméstica", afirmou o ministro.

Ele continuou porém, questionando as críticas que recebeu pela fala da semana passada. "Qual o problema de você fazer uma referência como essa? Mostrando que os preços estão empurrando a população em direção equivocadas. Um Brasil cheio de belezas naturais e as pessoas pensando em não viajar para o Nordeste, para as praias do Nordeste porque estava 50% mais caro ir para o Nordeste brasileiro do que ir para o exterior", completou.

 

 

 

 

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo