Mais de 400 pessoas são detidas em blocos de pré-Carnaval em São Paulo

Por Metro Jornal

O pré-Carnaval na cidade de São Paulo terminou com 413 pessoas detidas, de acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública). As polícias civil e militar realizaram a Operação Carnaval Mais Seguro desde a madrugada de sábado (15), com cerca de 15 mil agentes trabalhando em todo o estado. Nos dois primeiros dias de festa na capital, foram 64.847 pessoas abordadas, sendo 265 presas, 21 adolescentes apreendidos e 127 procurados pela Justiça capturados.

No sábado, drones da PM (Polícia Militar) flagraram dois suspeitos roubando em um bloco de rua do bairro Pinheiros, zona oeste. Eles foram detidos e encaminhados ao 14º DP (Pinheiros). Agentes de segurança do estado também detiveram um homem de 21 anos e um adolescente de 16 que estavam furtando foliões na região da República, centro da cidade. Eles foram encaminhados para o 2º DP (Bom Retiro) e reconhecidos pelas vítimas.

Veja também:
Troca de cartões é o golpe mais comum no Carnaval
ID Estudantil: MP que cria carteirinha digital perde validade

Já no domingo (16), três mulheres e um homem colombianos foram detidos por policiais da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) com 48 celulares roubados durante um bloco da avenida Brigadeiro Faria Lima. A ocorrência foi encaminhada para o 14º DP. Na avenida Luís Carlos Berrini, no Brooklin, um policial civil reagiu a um assalto e disparou contra um homem durante o desfile de pré-carnaval. Cinco pessoas foram baleadas.

Desde o início da operação, a polícia também apreendeu 24 armas, 59,9 kg de drogas e 69 veículos roubados foram recuperados. O esquema também utiliza o sistema Olho de Águia, que transmite imagens ao Copom (Centro de Operações da PM) para que atitudes suspeitas sejam rapidamente identificadas. Além disso, a ferramenta de reconhecimento facial, inaugurada em janeiro, também será utilizada durante todo o Carnaval para monitorar procurados pela Justiça e facilitar a busca por pessoas desaparecidas.

Loading...
Revisa el siguiente artículo