Infectados com coronavírus em navio de cruzeiro já chegam a 136

Por Metro Jornal

O Japão informou ontem que 66 novos casos de infecção por coronavírus foram identificados no navio de cruzeiro Diamond Princess, que está em quarentena no litoral do país. Com isso, o total de pessoas infectadas na embarcação subiu para 136. O transatlântico transportava 2.666 passageiros e 1.045 tripulantes antes do surto de coronavírus, segundo a operadora do cruzeiro.

O navio está atracado no porto de Yokohama enquanto dura a quarentena. Os passageiros diagnosticados com o 2019-nCoV são retirados do navio para receberem cuidados médicos em terra, segundo a agência de notícias Reuters.

“Trabalho das 2h da manhã às 7h da noite para fazer vigilância dos corredores onde estão localizadas as cabines dos passageiros. A gente tem que detê-los para que não saiam das cabines”, disse ao programa Fantástico o brasileiro Thiago Campos, que trabalha no navio e, como os demais embarcados, está proibido de sair dele.

O primeiro passageiro a apresentar sintoma foi um homem de 80 anos, de Hong Kong, que foi de avião para Yokohama em 20 de janeiro, embarcou no cruzeiro e desembarcou em 25 de janeiro, ainda em Yokohama.

A operadora do navio afirmou ontem que irá reembolsar todos os passageiros da embarcação. O site da empresa afirma que vai reembolsar as taxas do cruzeiro, custos de transporte, incluindo passagens aéreas e de trem, e hotéis utilizados antes e depois da viagem.

Até a noite de ontem, 1.013 pessoas haviam morrido pelo novo coronavírus em todo o mundo. O número de infectados chegava a  42.760 casos.

Loading...
Revisa el siguiente artículo