Carnaval em São Paulo: sete dicas para evitar que o celular seja furtado

Por Metro Jornal

O Carnaval está chegando e muitas vias de São Paulo ficarão lotadas de pessoas que buscam aproveitar os blocos de rua da cidade. Apesar da folia, uma reclamação frequente de todos os anos é o grande número de roubos e furtos de celular.

Em 2019, foram registrados 5,4 mil casos, segundo a Polícia Civil. No ano anterior, foram 5,7 mil aparelhos. Como todo o cuidado é pouco, o Metro Jornal compartilha sete dicas de como evitar ter o celular levado nos blocos, compartilhadas pelo co-fundador e sócio da Kakau Seguros, Henrique Volpi.

Veja também:
Assédio sexual no Carnaval: como pedir ajuda ou auxiliar outras mulheres
Carnaval de São Paulo: veja a programação dos blocos de rua na cidade

1- Não deixe o smartphone à mostra
"A dica pode parecer boba, mas é muito importante alertar! Só use o celular caso realmente for necessário, e faça isso rápido. Se precisar usá-lo por mais tempo, entre em um estabelecimento comercial, é mais seguro."

2- Não leve o smartphone para a folia
"Se for possível, deixe o smartphone em casa. Caso não consiga, uma dica importante é colocar o seu chip em um aparelho antigo – aquele que você deixa de back-up caso algo aconteça com o oficial."

3- Proteja o smartphone
"Que tal usar uma pochete colorida ou uma doleira por dentro da roupa? Se você tiver calça, shorts ou saia que tenham bolso com zíper ou uma bolsa mais ‘reforçada’, também vale a pena. Caso não, o bolso da frente é sempre mais seguro que o de trás. E nunca se esqueça: qualquer acessório deve sempre estar virado para frente!"

4- Atenção ao ‘vuco vuco’
"Comum em blocos maiores, o excesso de gente é o ambiente ideal para quem quer se aproveitar. Os ladrões costumam dar esbarrões e empurrões para agir. Se possível, mantenha uma distância segura das outras pessoas e fique atento a atitudes suspeitas."

5- Cuidado no transporte público
"Não é por que você ainda não chegou ou já foi embora que precisa relaxar. Como metrô, trem e ônibus costumam ficar mais cheios durante a época de Carnaval (principalmente nas rotas dos bloquinhos) pessoas mal intencionadas também costumam se aproveitar para furtar celulares. Mas no transporte público, além de empurrar e esbarrar, também é comum usar a ‘mão leve’. Não se esqueça de deixar bolsas e mochilas à frente do corpo!"

6- Instale aplicativos anti-roubo
"É super fácil encontrar tanto no Google como na iOS Store aplicativos que protegem o aparelho caso ele seja roubado ou furtado. Alguns são gratuitos e permitem controlar o celular remotamente se algo acontecer."

7- Invista em um seguro
"Por que dar sopa para o azar? Contrate um seguro para o seu aparelho em um período de dois meses, por exemplo."

Levaram meu celular. E agora?

Volpi também dá dicas caso o aparelho celular tenha sido levado por bandidos. Veja o que fazer:

1- Entrar em contato com a operadora e bloquear o IMEI do aparelho;
2- Registrar um Boletim de Ocorrência. Se não houve violência, ele pode ser feito online;
3- Caso seja possível, localizar o aparelho pelo sistema operacional;
4- Apagar os dados do telefone remotamente;
5- Acionar o seguro, caso tenha.

Loading...
Revisa el siguiente artículo