Um caminhão entala a cada 2 dias em São Paulo

Por Metro Jornal

A cada dois dias, um caminhão entala em um dos viadutos ou túneis de São Paulo. Um total de 221 veículos de carga ficaram presos na capital no ano passado, por terem altura maior do que a das estruturas sob as quais tentaram trafegar. Matematicamente, 0,6 por dia, ou 1,2 a cada dois dias.

Os dados são da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), que lista os três locais com mais ocorrências do tipo: a avenida 23 de Maio sob o viaduto General Euclides Figueiredo, no Ibirapuera (zona sul), que tem altura de 4,10 metros, a avenida Alcântara Machado sob o viaduto Bresser (zona leste), com 4 metros, e o túnel Jânio Quadros, com 3,5 metros.

Cada vez que um caminhão entala, uma operação precisa ser montada para tirá-lo do local, afetando o tráfego, além de prejudicar a estrutura do viaduto. E essa é uma infração de trânsito grave, com multa de R$ 195,23 e  cinco pontos na CNH.

O presidente do Setcesp (Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e Região), Tayguara Helou, disse que uma explicação pode ser o fato de o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) fixar em 4,4 metros o limite de altura dos caminhões e os mais modernos terem de fato essas dimensões, enquanto há pontes mais baixas do que isso na cidade.

“A orientação que damos é que, quando precisarem passar pela cidade, os transportadores entrem em contato com a CET [pelo telefone 156], que ela poderá orientar o melhor caminho”, declarou.

Helou disse ainda que tenta conversar com o Waze, usado pela maioria dos motoristas, para que tenha ferramentas que incluam altura das pontes e locais com restrição de circulação.

Em nota, o Waze informou que foi criado para automóveis particulares e expandiu seus serviços com rotas para táxis e motocicletas. No momento, diz o texto, o app não oferece suporte de navegação para transporte público, bicicletas ou caminhões, mas está aberto “para trabalhar com governos locais e reduzir o congestionamento”.  

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo