Prefeitura recebe R$ 35 milhões de conta no Reino Unido atribuída a Paulo Maluf

Por Metro Jornal

A Prefeitura de São Paulo recebeu um depósito de US$ 8,4 milhões (quase R$ 35 milhões) de um banco do Reino Unido. O dinheiro estava confiscado de contas ligadas ao ex-prefeito Paulo Maluf, que geriu a cidade entre 1993 e 1996.

O político é acusado de desviar R$ 344 milhões dos cofres públicos em sua gestão, principalmente em obras de engenharia civil. Ele cumpre pena em regime domiciliar de 7 anos, 9 meses e 10 dias pelo crime de lavagem de dinheiro.

Veja também:
Custo da cesta básica sobre em 11 capitais, diz Dieese
Morre médico que alertou China sobre coronavírus

Segundo a Promotoria de Defesa do Patrimônio Público da Capital, órgão ligado ao MP-SP (Ministério Público de São Paulo), o dinheiro é uma fração de mais de US$ 230 milhões (R$ 985 milhões) que ainda podem ser repatriados.

A conta bancária no Reino Unido estava no nome da offshore Macdoel Investment LImited. Segundo investigações, Paulo Maluf era o verdadeiro controlador do dinheiro. Ele usava ainda outras duas offshores para movimentar as quantias desviadas, segundo a promotoria.

A defesa de Maluf, porém, nega qualquer ilicitude durante a gestão do político na Prefeitura de São Paulo. Seus advogados afirmam ainda que ele nunca teve contas no paraíso fiscal de Jersey, ilha no Reino Unido.

Loading...
Revisa el siguiente artículo