Trump é inocentado pelo Senado e evita impeachment

Por Metro Jornal

O Senado absolveu ontem o presidente Donald Trump das acusações de abuso de poder e obstrução do Congresso. Com a decisão, o líder americano, que foi o terceiro presidente da história do país a ser julgado, será mantido no cargo. Na primeira votação, sobre a denúncia de abuso de poder, Trump foi absolvido ao receber 52 votos “não culpado” e 48 “culpado”. Já referente à acusação sobre a obstrução do Congresso, o magnata levou a melhor com 53 votos favoráveis e 47 contrários.

 A votação ocorreu logo depois dos comentários do juiz John Roberts, que lidera o julgamento, e do líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell. Os cem senadores foram convocados em ordem alfabética a votarem.

 Trump foi acusado de ter pressionado o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, a anunciar uma investigação contra Joe Biden, pré-candidato à Casa Branca e cujo filho, Hunter, foi conselheiro de uma empresa ucraniana de gás.

Para alcançar seu objetivo, o magnata teria congelado uma ajuda militar de quase US$ 400 milhões a Kiev. Em um telefonema em julho, Trump pediu para Zelensky investigar os Biden, mas não mencionou a ajuda militar, que estava bloqueada.

O magnata também foi acusado de obstrução do Congresso por ter instruído membros do governo a não colaborarem com o inquérito. As investigações foram conduzidas pelo Comitê de Inteligência da Câmara, e a denúncia foi escrita pelo Comitê de Justiça, dominados pelo Partido Democrata.  

Veja também:
Banco Central corta juros para 4,25% ao ano e sinaliza fim de cortes
Denatran dá mais prazo para 5 estados implantarem placa do Mercosul

Loading...
Revisa el siguiente artículo