Sebrae identifica segmentos promissores de trabalho para 2020

Por Metro Jornal

A expectativa de crescimento de 2,5% da economia brasileira em 2020, somada à projeção de uma safra recorde no setor agrícola, deve favorecer diretamente as micro e pequenas empresas do país, que estão voltadas majoritariamente ao mercado interno.

O otimismo é maior para as micro e pequenas empresas que atuam no setor de serviços, para os negócios voltados ao atendimento das necessidades básicas da população, para o segmento da construção, bem como os pequenos negócios que atuam no setor do agronegócio.

Veja também:
Morre a quinta vítima por intoxicação relacionada à cerveja em MG
Congresso Nacional reabre com 27 medidas provisórias na fila

São as conclusões do estudo “Negócios Promissores em 2020”, realizado pelo Sebrae a partir do cruzamento e análise de um conjunto de dados do FMI, Banco Central e Ministério da Economia.

Segundo o presidente do Sebrae, Carlos Melles, existia uma expectativa – em 2019 – de que houvesse uma recuperação mais forte da economia, o que acabou não se confirmando. Assim, acabaram prevalecendo os pequenos negócios com perfil mais voltado à manutenção e reparação de bens. “Estamos caminhando para o fortalecimento dos negócios mais voltados ao atendimento do consumo de bens e serviços associados às necessidades básicas da população”, diz Melles.

Vale apostar

• Serviços pessoais
• Serviços prestados a empresas
• Serviços de saúde, educação e transporte
• Serviços de informática e comunicação
• Bens e serviços voltados para o atendimento das necessidades básicas da população
• Construção
• Produtores rurais e atividades de apoio à agropecuária

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo