São Paulo tem chuvas abaixo do esperado em janeiro, diz CGE

Por Metro Jornal

A cidade de São Paulo terminou janeiro com chuvas pouco abaixo do esperado para o mês. De acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas), órgão vinculado à prefeitura, a capital recebeu 227,9 mm de precipitação.

A média histórica para o período é de 258,7 mm, com a cidade fechando 11,9% abaixo do esperado. Foram 24 dias com chuvas, sendo o dia 8, uma quarta-feira, o mais chuvoso – foram 33,2 mm.

"O verão segue sem a influência dos fenômenos climáticos globais, El Niño e La Niña que esquenta e esfria as águas do pacífico Equatorial”, afirmou o técnico em meteorologia do CGE Adilson Nazário. O centro de São Paulo e as regiões oeste e norte foram mais atingidas, enquanto as regiões leste e sul tiveram menos chuvas.

Veja também:
Mulher dá à luz em viatura da PM na zona leste de São Paulo
Brasileiros em Wuhan pedem auxílio de Bolsonaro para deixar a China

Janeiro quente

O primeiro dia de 2020 foi imbatível quando se fala de maior temperatura máxima, com 33,7ºC de média entre os termômetros da cidade de São Paulo. Segundo o CGE, a maior temperatura absoluta foi de 35,9ºC, no dia 16, em Pirituba e Jaraguá, na zona norte.

Já o dia 26 de janeiro foi o mais frio do mês, com média mínima de 15,2ºC. A mínima absoluta ocorreu em Engenheiro Marsilac, extremo sul da cidade, com 9,6ºC no dia 27. No mesmo dia, a capital registrou a menor umidade média, de 24,1%, deixando a cidade em estado de atenção.

Para o mês, a média da temperatura mínima ficou em 18,8ºC, pouco abaixo dos 19,6ºC esperados. A máxima também encostou na previsão, sendo de 28,4ºC – menos de 1ºC abaixo dos 28,7ºC esperados.

Previsão para fevereiro

O CGE espera menos chuva em fevereiro, com 216,7 mm de precipitação. O mês, porém, deve ser mais quente, com a temperatura mínima média de 19,7ºC e a máxima média de 29,6ºC.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo