Filha de casal carbonizado no ABC é presa por suspeita de envolvimento

Por Metro Jornal

Um dos suspeitos pela polícia no caso da família encontrada carbonizada na terça-feira (28) no porta-malas do seu próprio carro em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, é a filha mais velha, Ana Flávia Gonçalves, de 24 anos. Ela e a namorada, Carina Ramos, de 31 anos, foram presas na quarta (29) por apresentarem versões contraditórias do ocorrido.

Ambas já prestaram depoimento e realizaram o exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) de São Bernardo. Os policiais estão analisando os celulares das duas mulheres e acreditam que, com a ação, elas esperavam obter a herança da família, segundo informações da RecordTV.

Veja também:
São Paulo tem 3 casos suspeitos de coronavírus
Professores da rede estadual de SP enfrentam problemas em atribuição de aulas

A filha, que morava com a companheira, fez uma visita aos pais e ao irmão, de 15 anos, em um condomínio em Santo André na noite do crime. Imagens de câmeras de segurança também estão sendo analisadas, mas a polícia comprovou que o carro da família saiu acompanhado de outro veículo.

Ao visitar a casa em Santo André, a polícia encontrou o imóvel revirado e marcas de sangue pelos cômodos. Um laudo preliminar diz que a família foi morta a pauladas, antes do carro pegar fogo. Há ainda a suspeita de que outras pessoas tenham se envolvido no crime.

O advogado do casal de suspeitas, Lucas Domingos, afirma que elas negam participação no crime. Em depoimento, a filha mencionou um possível envolvimento com agiotas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo