Assentos de privada viram 'mirantes' para conscientizar sobre poluição do rio Pinheiros

Por Metro Jornal

Quem passar a pé ou de carro pelas pontes Cidade Universitária, Morumbi e Eusébio Matoso vai se deparar com monumentos um tanto quanto inusitados: assentos de privada. Os itens foram instalados na sexta-feira (24) como se fossem mirantes para o rio Pinheiros, em intervenção artística que pretende conscientizar as pessoas sobre a poluição do rio.

A iniciativa é do movimento Volta Pinheiros, a tempo do aniversário de 466 anos da cidade de São Paulo, comemorado neste sábado (25). Ao olhar pelo assento, é possível observar o rio Pinheiros – um convite para refletir sobre a situação do local, referenciado pelo grupo como "esgoto a céu aberto."

Veja também:
São Paulo gastou R$ 1,7 bilhão para despoluir rio Tietê desde 2011
Obra no rio Pinheiros deverá coletar esgoto de 47 mil imóveis

A intervenção também quer que as pessoas exijam o projeto oficial de limpeza do rio de órgãos responsáveis pelo projeto Novo Pinheiros – Governo do Estado de São Paulo, a Sabesp e a EMAE (Empresa Metropolitana de Águas e Energia).

Nas tampas das privadas, consta a mensagem "Não aguentamos mais ver o nosso rio assim" junto da hashtag "#VoltaPinheiros". "A cidade está fazendo aniversário, mas não há o que comemorar se nossa cidade não está sendo bem tratada e respeitada pelos governantes", afirma o idealizador do movimento Volta Pinheiros, Marcelo Reis.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo