Chuva deixa marcas de destruição no Espírito Santo; seis morreram

Por Priscilla Thompson - Metro Espírito Santo

Mais de 400 pessoas estão fora de casa devido às chuvas que atingiram o sul do estado no fim de semana. E a previsão é de mais chuva forte até sexta-feira (24), com risco de enchentes para todo o estado. No domingo (19), um dique rompeu entre os distritos de Limeira e Jabaquara, em Anchieta, e 92 pessoas tiveram que sair de casa, segundo a Defesa Civil Estadual.

A situação é ainda mais crítica em Iconha, Alfredo Chaves e Vargem Alta, municípios que foram invadidos pelas águas no fim de semana. Ao todo, há 415 pessoas fora de casa, sendo 102 em abrigos e 313 em casa de parentes e amigos. Seis pessoas morreram: três em Iconha e três em Alfredo Chaves.

No domingo, o helicóptero do Notaer (Núcleo de Operações e Transporte Aéreo) da Polícia Militar auxiliou no resgate de moradores que estavam em áreas de difícil acesso, como um jovem que estava com o braço fraturado no distrito de Crubixá, em Iconha. “Também fizemos o resgate de corpos onde não foi possível chegar por terra no sábado, devido às condições de acesso. A situação hoje (ontem) melhorou, mas continuaremos atuando onde for preciso”, explicou o porta-voz do Notaer, major Cristian Moreira.

Veja também:
Grupo de 100 pessoas faz arrastão na avenida Paulista
Sisu abre inscrições nesta terça com 237 mil vagas públicas

Em Iconha, casas no centro e pontes no interior desabaram. Lojas foram invadidas pela correnteza na noite de sexta-feira. No distrito de Bom Destino, duas pessoas foram carregadas pela enxurrada. Um corpo foi encontrado, mas uma pessoa continua desaparecida. A entrada no município está reservada exclusivamente para moradores, equipes de resgate e limpeza. No domingo, uma casa no Centro desabou.

Em Alfredo Chaves, houve queda de barreiras, de pontes e soterramento de casas. No domingo, ainda havia pontos de alagamento pela cidade. A ponte de Canela, que liga a cidade à BR-101, está interditada para veículos pesados.

Vargem Alta concentra o maior número de pessoas fora de casa: são 275. A cidade registrou alagamentos, deslizamentos de terra e pontes danificadas. Em Iconha, há 35 desabrigados. Em Rio Novo do Sul, 13 pessoas. Não há informações sobre desalojados em Alfredo Chaves e não há desabrigados, segundo a Defesa Civil Estadual.

Chuva no Espírito Santo Ponte de Ibitiruí foi destruída / Arquivo pessoal

Locais de doação

Em todo o Espírito Santo, estão abertos postos de coleta de doações para as vítimas das chuvas. Confira abaixo alguns desses locais.

• Assembleia Legislativa do Estado.
Av. Américo Buaiz, 205, Enseada do Suá, Vitória. O que doar: mantimentos, roupas, calçados, utensílios domésticos, material de limpeza e de higiene pessoal.

• OAB-ES (Ordem dos Advogados do Brasil).
Rua Alberto de Oliveira Santos, 59, Ed. Ricamar, 3º andar, Centro de Vitória.

• Unimed Vitória.
São dois pontos de coleta: Hospital Unimed Vitória (rua Martis Alvarino, 365, Itararé, Vitória) e Maternidade Unimed Vitória (rua Constante Sodré, 60, Santa Lúcia, Vitória). O que doar: Água, material de higiene e limpeza e roupas.

• Prefeitura de Vitória.
Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927, Bento Ferreira, Vitória. O que doar: água, cesta básica, roupas, produtos de limpeza, colchões e descartáveis.

• 4º Batalhão da Polícia Militar, em Vila Velha.
São quatro pontos de coleta: Sede do 4ºBPM (Ibes), 1ª Companhia (Prainha), 2ª Companhia (Parque das Gaivotas) e 3ª Companhia (Cobilândia).

• Prefeitura de Guarapari.
No complexo esportivo de Muquiçaba, ds 8h às 18h. O que doar: alimentos, água, roupas e material de limpeza.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo