Estoques de três tipos sanguíneos estão baixos em São Paulo

Por Metro Jornal

A Fundação Pró-Sangue, que atende cerca de 100 instituições de saúde da rede pública em São Paulo, precisa de doadores para recompor os estoques neste início de ano, principalmente dos tipos O- e B-, que estão em estado crítico, e do O+, que está em alerta. As demais reservas estão estáveis, mas continuam abertas a doação.

Há alguns requisitos para ser doador, como ter entre 16 e 69 anos – os menores de 18 anos precisam que os responsáveis preencham um formulário de autorização –, pesar mais de 50 kg e estar  bem alimentado, evitando comida gordurosa pelo menos quatro horas antes e bebidas alcoólicas, 12 horas antes (veja os requisitos no quadro).

A primeira etapa que o doador deve seguir é realizar o cadastro na recepção do posto escolhido. Após isto, é feito um teste de anemia. Os sinais vitais –como batimento cardíaco e temperatura corporal– e o peso também são verificados.

O candidato é encaminhado para uma triagem clínica, onde responderá a uma entrevista para saber se está apto para doar. Depois de todas as avaliações, 450 ml de sangue são coletados e o candidato recebe um lanche.

De acordo com a fundação, quem tiver interesse de doar deve procurar um dos postos de segunda a sexta-feira, quando o tempo de atendimento é menor. O doador deverá atender aos requisitos básicos e checar se está dentro dos impedimentos temporários ou permanentes.

Para mais informações sobre requisitos e localização e horários de funcionamento dos postos de doação, acesse o site www.prosangue.sp.gov.br ou ligue no Alô Pró-Sangue (11) 4573-7800.  

Loading...
Revisa el siguiente artículo