Poupança tem perda real em 2019; veja desempenho de investimentos

Por Metro Jornal

A rentabilidade da poupança ficou abaixo da inflação no ano passado. Segundo levantamento da Economatica, com a inflação de 4,31% em 2019, a caderneta teve uma perda real de 0,05%.

Desde o Plano Real, a rentabilidade da poupança só perdeu para a inflação em 2002, 2013, 2015 e 2019. O pior resultado foi em 2002 (-2,9%).

As seguidas reduções da Selic diminuíram os ganhos do investimento. Isso porque o seu rendimento, para depósitos feitos a partir de maio de 2012, equivale a 70% da taxa básica de juros, quando ela está inferior a 8,5% ao ano. O último corte do Banco Central, em dezembro, levou a Selic a 4,5% ao ano.

Veja também:
Previsão do tempo: São Paulo segue com tempo instável nesta segunda
Mega-Sena: Sem vencedores, prêmio acumula para R$ 14 milhões

Com a Selic em queda e a redução dos ganhos da renda fixa, a orientação de especialistas é a diversificação dos investimentos. Quem quiser maiores retornos precisa agora correr mais riscos.

Um dos investimentos que têm ganhado espaço são os fundo imobiliários.  Segundo o diretor de Gestão da TG Core, Bruno Nunes, esse fundo oferece a oportunidade de acesso a vários empreendimentos com investimento inicial a partir de R﹩ 100. “Além disso, amplia o leque de ativos presentes na carteira com fundos que podem trazer rentabilidades diferentes, proporcionando retorno médio mais equilibrado.”

Desempenho – Retorno em 2019

Ibovespa
Nominal: 31,58%
Descontada a inflação: 26,15%

Ouro
Nominal: 28,10%
Descontada a inflação: 22,81%

CDI
Nominal: 5,96%
Descontada a inflação: 1,59%

Poupança
Nominal: 4,26%
Descontada a inflação: -0,05%

Dólar Ptax (venda)
Nominal: 4,02%
Descontada a inflação: -0,27%

Euro
Nominal: 2,06%
Descontada a inflação: -2,15%

Fonte: Economática.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo