Apesar de alta, etanol segue mais vantajoso do que a gasolina em São Paulo

Por Estadão Conteúdo

Os preços médios do etanol hidratado subiram em 20 Estados e no Distrito Federal na semana encerrada em 11 de janeiro, de acordo com levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). Houve queda nos outros seis Estados brasileiros. Nos postos pesquisados pela ANP, o preço médio do etanol subiu 0,35% na semana ante a anterior, de R$ 3,174 para R$ 3,185.

O etanol era mais vantajosos ante a gasolina em apenas três Estados brasileiros: Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo. Em Goiás, onde o biocombustível era mais vantajoso até semana passada, a gasolina se tornou mais competitiva.

Veja também:
São Paulo proíbe utensílios de plástico descartáveis em comércios
Homem é preso acusado de abuso sexual de filha de 12 anos

O levantamento da ANP considera que o etanol de cana ou de milho, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso. Em Mato Grosso, o hidratado é vendido, em média, por 63,00% do preço da gasolina, em Minas Gerais a 67,96%, e em São Paulo a paridade ficou em 69,14%.

No Estado de São Paulo, principal produtor e consumidor do combustível, a alta do etanol foi de 0,30% no período. A cotação média do hidratado variou de R$ 2,997 para R$ 3,006 o litro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo