Morre o morador de rua atacado com fogo na Mooca; polícia busca suspeito

Por Metro Jornal com Band

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou no fim da manhã desta segunda-feira (6) que o morador de rua atacado com fogo no fim de semana na Mooca, zona leste de São Paulo, não resistiu aos ferimentos e morreu.

O caso é investigado como tentativa de homicídio, e a polícia procura pelo suspeito da ação, flagrado em imagens de câmeras de segurança. Nelas, um homem, ainda não identificado, se aproxima da vítima e, na sequência, uma explosão acontece.

Veja também:
Especialistas analisam expectativas para o Brasil em 2020
Projeto de lei vai proibir taxação de energia solar, diz Bolsonaro

Carlos Roberto Vieira da Silva, de 39 anos, dormia na rua quando foi atacado na madrugada de sábado (4) para domingo (5), na rua Celso de Azevedo Marques.

Os bombeiros informaram ter recebido um chamado à 0h34 para “fogo em morador de rua”. A vítima foi levada ao Hospital Municipal do Tatuapé com queimaduras de 2º e 3º graus em pernas, tórax, rosto e vias aéreas. No atendimento da ocorrência, foi encontrado um galão de gasolina no local, o que indicava se tratar de um crime.

Loading...
Revisa el siguiente artículo