Quarto indígena Guajajara é encontrado morto no Maranhão

Por Metro Jornal

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) denunciou nas redes sociais a morte de mais um jovem indígena do povo Guajajara. Dorivan, de 14 anos, e um homem não indígena foram encontrados mortos nesta sexta-feira (13) na Terra Indígena Araribóia, localizada na cidade de Amarante, no Maranhão.

A coordenadora executiva da APIB e ex-candidata à vice presidência, Sônia Guajajara, confirmou a morte de Dorivan. Segundo a líder indígena, o corpo tem sinais de ataque à faca.

"Todas as pessoas que não gostam de nós estão se sentindo autorizadas a matar porque sabem que a impunidade impera", escreve, em seu Twitter oficial.

É a quarta morte de um indígena Guajajara em menos de dois meses. Em novembro, o líder Paulo Paulino foi morto após confrontar invasores no território indígena.

No último sábado (7), os caciques Firmino Silvino e Raimundo Bernice também foram mortos após uma reunião com a concessionária Eletronorte, que mantém intrigas com povos indígenas locais sobre torres de energia distribuídas na região.

Firmino, Raimundo e Paulo eram membros do grupo Guardiões da Floresta, que patrulha terras indígenas à procura de invasores.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo