Metade da população brasileira não tem acesso à rede de esgoto

Por Metro Jornal

Apesar da expansão da oferta do serviço, quase metade da população ainda não tem acesso a rede de esgoto no Brasil, segundo informações do Ministério do Desenvolvimento Regional.

De acordo com o Diagnósticos da Prestação de Serviços de Saneamento Básico 2018, divulgado na terça-feira (10), a rede coletora passou de 312,8 mil quilômetros para 325,6 mil quilômetros e atende agora a 105,5 milhões de pessoas – o que equivale a 53,2% dos brasileiros. Ainda segundo o levantamento, 46,3% do esgoto é tratado.

Sobre o abastecimento de água potável, o diagnóstico também registrou aumento da rede, fazendo com que o serviço chegue a 169,1 milhões de habitantes – ou 83,6% da população.

Os números, segundo o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, reforçam a necessidade de se aprovar um novo marco regulatório para o setor, que vai permitir, por exemplo, a entrada de mais investimentos privados em obras e serviços de concessão. O tema está em debate no Congresso.

Dados do Diagnósticos da Prestação de Serviços de Saneamento Básico 2018

• Acesso a rede de esgoto: 53,2% da população.

• Acesso ao abastecimento de água potável: 83,6% da população.

• Consumo diário de água: 154,9 litros por habitante

• Índice de perda de água na distribuição: 38,5%

Loading...
Revisa el siguiente artículo