CPTM recolheu mais de 2 milhões de mercadorias ilegais de ambulantes neste ano

Por Lucas Herrero – Rádio Bandeirantes

A CPTM aumentou a fiscalização e recolheu mais de 2 milhões de mercadorias ilegais nos 10 primeiros meses deste ano. Dados obtidos pela rádio Bandeirantes indicam que o número já é maior do que todo o volume apreendido nos trens da companhia em 2018.

Em paralelo ao aperto no controle, o governo de São Paulo firmou parceria com o Sebrae para capacitar vendedores ambulantes. O projeto começa nesta quarta-feira (4) na estação Engenheiro Goulart, das linhas 12-Safira e 13-Jade. O curso tem duração de 4 horas e vai abordar temas como marketing, empreendedorismo e fluxo de caixa.

Veja também:
TSE autoriza o uso da assinatura digital para criação de partidos
Paraisópolis: PM é gravada entrando em baile funk

A reportagem conversou com ambulantes da linha 11-Coral, que liga o extremo da zona leste ao centro da capital. Nenhum deles quis se identificar, mas a maioria não demonstrou interesse em fazer o curso.

De acordo com o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, o projeto prevê a instalação de espaço nas estações para a venda regulamentada de mercadorias. O comércio nos vagões não será liberado.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo