Moradores precisam atravessar estação de trem para acessar condomínio em Osasco

Por Ana Paula Rodrigues - Rádio Bandeirantes

Moradores lutam para conseguir entrar e sair do condomínio onde vivem como em qualquer outro lugar, em Osasco, na Grande São Paulo. São 960 famílias que estavam áreas de risco ou áreas invadidas e este ano finalmente conseguiram realizar o sonho da casa própria.

Veja também:
Chuva em São Paulo: bombeiros recebem quase 120 chamados de queda de árvore
Após semanas sem aulas, escola em Embu das Artes inicia reformas em teto que caiu

O conjunto habitacional Miguel Costa foi construído numa área entre o Rodoanel, a estação Miguel Costa, da linha 8-Diamante da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e um batalhão do Exército. O problema é que não existe acesso a não ser por dentro da própria estação ou por uma passarela, ou seja, carros e motos não chegam.

Revoltados, moradores fizeram um protesto no começo da semana na avenida dos Autonomistas, a mais importante da cidade. Em nota à Rádio Bandeirantes, a prefeitura de Osasco disse que pelo cronograma das obras ainda tem um ano e meio para construir um viaduto. Segundo o município, um ônibus foi colocado para transportar moradores entre a estação da CPTM e o interior do condomínio.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo