Chuva forte e rápida derrubou árvores e provocou alagamentos em SP

Por Metro Jornal

Combinada com rajadas de vento, uma chuva forte desabou sobre a capital e a Grande São Paulo na tarde de quarta-feira (27), provocando a queda de 103 árvores, ao menos 20 pontos de alagamentos e dois desabamentos, que não deixaram feridos graves.

Em Cotia, na região metropolitana, a chuva arrancou telhas e tijolos de uma residência. Os escombros caíram no quarto de um bebê, que se machucou de forma leve e foi socorrido pelos familiares antes mesmo da chegada do Corpo de Bombeiros. Em Osasco, também na região metropolitana, um muro caiu sobre um carro.

Todas as regiões da capital e as marginais Pinheiros e Tietê entraram em estado de alerta para alagamentos às 16h50. O status foi mantido pelo CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), da prefeitura, até às 19h, quando a chuva e os seus estragos diminuíram.

O temporal de ontem – que causou transtornos parecidos com os trazidos pelas chuvas de verão, cuja estação só começa no próximo dia 22 – foi provocado pela passagem de uma frente fria.

A massa de ar deve abandonar a capital ainda hoje, mas não sem antes deixar o tempo instável. A mínima será de 18ºC e a máxima, de 22ºC – com possibilidade de pancadas de chuva e trovoadas durante a manhã e no período da tarde.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo