PM terá mais mil novos blindados em São Paulo

Por Eduardo Ribeiro, Metro Jornal

Até o final do primeiro semestre de 2020, a PM (Polícia Militar) de São Paulo vai adquirir mil novas viaturas blindadas. Os veículos, segundo a PM, serão usados em ações especiais ou operações de risco, com altas chances de emboscada ou troca de tiros. Vencedora da licitação, a General Motors terá de fornecer os carros com reforço protetivo de acordo com as especificações da polícia. O modelo escolhido foi o Chevrolet Trailblazer 2.8 turbodiesel, que já é de uso da corporação.

A Rota (Rondas Ostensivas Tobias Aguiar) vem utilizando um protótipo igual há cerca de um mês. A blindagem é feita com aramida, um tipo de fibra sintética de alta resistência, e chapas de aço, explicou o engenheiro à frente do projeto, tenente Ubiratan Tolentino dos Santos. Segundo ele, o material é uma opção que reduz ao mínimo possível o acréscimo de peso. São 110 kg a mais de carga ao veículo, embora qualquer peso extra afete a vida útil dos freios e o consumo de combustível.

A gestão João Doria (PSDB) vai gastar
R$ 153.013 com cada blindado da frota. Para efeito comparativo, um Trailblazer idêntico, sem blindagem, sai por R$ 222 mil na tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Serão nove camadas de painéis balísticos entre a lataria e o forro, porta-malas, teto e painel. Os vidros blindados podem ficar com até 42 mm de espessura. A proteção neutraliza munições de revólveres calibre 38 e 357, pistolas 380, ponto 40, Magnum 44 e fuzil calibre 556.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo