Bebida que matou moradores de rua pode ter veneno, químicos e até cocaína

Por Metro Jornal

A polícia continua investigando o caso de um possível envenenamento de nove pessoas – entre elas alguns moradores de rua –, que passaram mal após compartilharem uma garrafa de cachaça.

A Polícia Técnico Científica está realizando uma perícia com amostras da garrafa encontrada. Há a suspeita de que a bebida tinha veneno, produtos químicos e até drogas, como cocaína.

Veja também:
Internados após tomar bebida possivelmente envenenada em Barueri deixam hospital
Vítima é considerada suspeita pela morte de 4 pessoas por envenenamento em Barueri

No sábado (16), quatro homens morreram e outros quatro homens e uma mulher foram internados após ingerirem o líquido. As cinco vítimas já deixaram o hospital nesta semana.

O quinto hospitalizado, Vinicius de Salles Cardoso, 31 anos, recebeu alta médica um dia antes e teve a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça. Ele passou de vítima para suspeito durante as investigações porque deu depoimentos com versões conflitantes sobre o episódio, segundo o delegado Anderson Giampaoli.

A polícia ainda espera o resultado da perícia para determinar que substância estava na garrafa e se as mortes foram intencionais ou acidentais.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo