Confira a cotação do dólar, euro e bitcoin em tempo real nesta terça, 19 de novembro

Por Metro Jornal

O dólar comercial subiu na segunda-feira (18) 0,30%, a R$ 4,2061 na venda. Esse foi o maior valor nominal, sem considerar a inflação, desde a criação do real, em julho de 1994. Para bater o recorde real, a moeda norte-americana teria que ultrapassar a marca de R$ 10,81, segundo cálculos da Economatica. No ano, o dólar acumula alta de 8,56% sobre o real. No mês, o avanço é de 4,89%.

A sessão de segunda foi negativa para divisas emergentes conforme pesaram dúvidas sobre a situação comercial entre Estados Unidos e China. Segundo a CNBC, fontes do governo chinês estão pessimistas com as negociações diante da relutância do presidente dos EUA, Donald Trump, em remover tarifas.

Veja também:
Tiro que matou Ágatha partiu da arma de um policial, diz inquérito
Mercado de trabalho é tema mais urgente para os negros, diz pesquisa do Google

“É um momento delicado da relação do EUA com a China, quando tudo parece estar acordado, os Estados Unidos mudam as regras, o que tem preocupado bastante”, disse Jefferson Laatus, estrategista-chefe do grupo Laatus.

Para Laatus,  as tensões políticas na América Latina também podem estar “contaminando” os mercados. “Então, temos o cenário externo, somado a incertezas internas, além de no mês de novembro existir uma grande remessa de capitais de filiais que mandam para suas matrizes para fora do país”, afirmou.

O Ibovespa, principal índice da B3, fechou em baixa moderada, de 0,27%, a 106.269,25 pontos, em dia de exercício de opções sobre ações.

Acompanhe as cotações das moedas em tempo real:

Dólar

Euro

Bitcoin

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo